Região Alentejo

O Alentejo é uma região produtora de vinhos de qualidade estando regulamentada a “Denominação de Origem Controlada” Alentejo, a qual inclui oito sub-regiões, a saber:


Portalegre
Borba
Reguengos
Redondo
Évora
Granja-Amareleja
Moura
Vidigueira


Cada uma destas sub-regiões tem que respeitar um conjunto de requisitos específicos de produção, entre os quais se incluem os tipos de solos de implantação das vinhas e as castas constituintes do escepamento destas.

As vinhas que não respeitem estes requisitos e que estejam instaladas nos distritos de Portalegre, Évora e Beja, podem produzir um vinho de mesa com indicação geográfica “ Vinho Regional Alentejano”.

Em qualquer dos casos os vinhos estão sujeitos a um elevado controlo de qualidade, que começa desde logo nos produtores e culmina na Comissão Vitivinicola Regional Alentejana (CVRA) enquanto entidade reguladora e certificadora da actividade, sendo efectuadas avaliações analíticas e organolépticas aos vinhos produzidos, esta última por uma Câmara de Provadores.



Legislação base – Decreto-lei n.º 265/98 de 19 de Agosto

Exigências Gerais


Rendimento Máximo
Vinho Tinto - 55 (hl/ha)
Vinho Branco – 60 (hl/ha)


Titulo alcoométrico
Vinho Tinto - 11,5 (% Vol.)
Vinho Branco – 11,0 (% Vol.)



Vinho Regional Alentejano


Área Geográfica
Abrange os Distritos de Portalegre, Évora e Beja


Legislação base
Portaria n.º 623/98 de 28 de Agosto e Portaria n.º 394/2001 de 16 de Abril.


Titulo alcoométrico volúmico mínimo
11,0 % (Tintos, brancos e rosados)